Seduc afasta por tempo indeterminado professor detido por assediar três alunas

2
Compartilhar

No comunicado, informa que, após deixar unidade educacional, o profissional está à disposição da Diretoria Regional de Educação de Cuiabá.

DA REDAÇÃO

A Secretaria Estadual de Educação (Seduc) informou ter afastado por tempo indeterminado o professor de Ciências que foi detido suspeito de ter assediado sexualmente três alunas na Escola Estadual Tancredo Neves, em Cuiabá. O órgão enviou nota à imprensa sobre o assunto na manhã desta quinta-feira (2).

No comunicado, a Pasta informou que, após deixar a unidade educacional, o profissional está à disposição da Diretoria Regional de Educação de Cuiabá enquanto responde ao processo criminal.

A justificativa do órgão é que o afastamento ocorre para zelar pela integridade física do suspeito e pela estabilidade do ambiente na escola.

“A Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT), por meio da Secretaria Adjunta de Gestão de Pessoas, informa que de maneira imediata o professor foi afastado da escola Escola Estadual Tancredo Neves e sua lotação, removida para Diretoria Regional de Educação de Cuiabá, enquanto responde os processos judicial e administrativo, de forma a preservar a integridade física do servidor e zelar pela estabilidade do ambiente escolar”, diz trecho do comunicado.

A detenção ocorreu na tarde de quarta-feira (1), na unidade escolar. O suspeito, segunda a denúncia, teria oferecido R$ 50 para que uma das alunas tirasse o uniforme, além de ter acariciado as partes íntimas das adolescentes.

Devido à suspeita de assédio, a Seduc informou que está orientando os familiares das vítimas quanto à saúde das adolescentes.

“A Seduc reforça que, neste momento, as estudantes e as respectivas famílias já estão recebendo atendimento e orientação quanto aos procedimentos de saúde das crianças e adolescentes. Quanto à comunidade escolar, a Seduc já está disponibilizando atendimento psicossocial com ações de Saúde e Segurança do Trabalhador”, disse outra parte.

A DENÚNCIA

Uma das vítimas contou que o professor ofereceu R$ 50 para que ela levantasse a blusa.

Após os assédios, as alunas procuraram a diretora da escola e informaram sobre os crimes. Imediatamente, os pais das adolescentes e a Polícia Militar foram acionados.

Ao chegarem à escola, os policiais detiveram o professor em flagrante. Ao ser questionado, o suspeito disse que fez “apenas” uma “brincadeirinha” de mau gosto com as vítimas.

O profissional da Educação ainda disse que ofereceu dinheiro para que a aluna mostrasse as partes íntimas para outra pessoa, não para ele.

Diante dos fatos, o professor foi encaminhado à Delegacia da Mulher Plantão 24 horas, localizada no bairro Carumbé, em Cuiabá.

Compartilhar