Emanuel se coloca como alternativa e afirma que Mauro faz governo perdido: “não mostrou a que veio”

7
Compartilhar

Apesar de colocar uma eventual candidatura ao Governo estadual em 2022 “nas mãos de Deus”, o prefeito da Capital, Emanuel Pinheiro (MDB), já está com o discurso pronto contra o governador Mauro Mendes (DEM), que deve disputar a reeleição.

O emedebista afirma que Mauro ainda não mostrou bons resultados à frente do Palácio Paiaguás e que a população estaria frustrada. “Se for plano de Deus na minha vida ser candidato, para mudar esse modelo injusto, que administra para poucos, que não ouve a população, persegue e debocha da cara dos servidores, que enfraquece os serviços públicos, que sacrifica o setor produtivo, que (acumula) obras abandonadas, de um estado inerte, de um governo perdido, que não disse ainda a que veio, nós vamos defender essa bandeira”, disse, durante entrevista à Rádio Nazareno, na manhã desta segunda-feira (15).

Começando seu segundo mandato no Palácio Alencastro, Emanuel afirma que é preciso estruturar uma proposta alternativa, independente se ele ou outro nome esteja nas urnas. “Vamos construir e dialogar com a população, setores, servidores ativos e inativos, e criar um novo plano de desenvolvimento econômico e social para nosso Estado, com novas lideranças políticas, diferente da que está ai. Defendo esse novo formato de gestão, muito semelhante ao que está sendo feito hoje em Cuiabá”.

A animosidade entre Emanuel e Mauro começou nas eleições de 2018, quando o democrata foi eleito governador. Desde então, os políticos têm protagonizado cenas de embate direto, com trocas de acusações.

POR OLHAR DIRETO

Compartilhar