Comemorações do mês da Mulher continuam nos Centros de Convivência para Idosos

177
Compartilhar

Palestra sobre os casos mais frequentes de violência contra mulher foi promovida nesta segunda-feira no Centro de Convivência

DA REDAÇÃO

As atividades do Centro de Convivência para Idosos (CCI) Aidee Pereira foram retomadas na manhã desta segunda-feira (11), com uma programação especial voltada para o Dia Internacional da Mulher, comemorado no último dia 8 de março.

Uma palestra sobre os casos mais frequentes de violência contra mulher foi realizada pela defensora pública, Rosana Leite. Em sua apresentação, a defensora pontuou que os mais frequentes são de violência doméstica, com casos de agressões físicas, psicológicas e sexuais. “Essa realidade só terá uma mudança, a partir do momento que os ensinamentos que são repassados as crianças desde pequenos, de que os homens são superiores as mulheres, a tendência é que esse quadro de violência piore ainda mais com o passar dos anos. Devemos educar sob a ótica de que todo mundo é igual e com os mesmos direitos. Não existe diferença de gênero, e sim respeito”, garantiu a defensora.

O CCI funciona de segunda a sexta-feira, de 7 às 17 horas, com atividades físicas, escola de alfabetização (EJA) e grupos de encontro. Para 2019, passará a ser oferecida aos idosos participantes, a oficina de Artesanato, sendo ministrada pela professora e artesã, Francisca Ferreira da Silva.

Segundo a artesã, a prática contribui para a melhora do desenvolvimento motor da pessoa da terceira idade. “Irei ensinar as primeiras técnicas, desde o nível básico. Eles vão aprender como pintar guardanapos e colchas de retalhos. Nesse primeiro momento, iremos preparar artigos com o tema Cuiabá 300 Anos, que serão expostos numa exposição que acontecerá no mês de abril, em comemoração ao tricentenário”, declarou Francisca.

Atualmente, cerca de 290 idosos estão cadastrados. Dona Conceição Vieira, 74 anos, é uma das frequentadoras do Centro e ficou muito feliz com o retorno das atividades, ressaltando o benefício que o espaço lhe proporciona. “Busco participar com frequência das atividades que aqui são ofertadas. Depois que comecei a frequentar, minha vida mudou completamente. Passei a sentir menos dores, e com isso reduzi a dose diária de medicamentos”, disse ela.

“Os interessados em frequentar o CCI, o único requisito exigido é que a pessoa tenha mais de 60 anos. E para realizar o cadastro, deve apresentar os documentos pessoais, como RG e CPF, cartão do SUS e comprovante de residência”, informou a coordenadora em exercício do CCI Aidee Pereira, Ana Lúcia Vieira.

O Centro está situado a Rua Flamengo, s/n, bairro Novo Horizonte, Cuiabá MT.

CCI Maria Ignês – Além da programação realizada pelo CCI Aidee Pereira, os idosos assistidos pela unidade localizada no bairro CPA III, CCI Maria Ignês, também tiveram atividades voltadas ao Dia Internacional da Mulher. Foram oferecidos serviços de massagem e cuidados de beleza, como técnicas de maquiagem e limpezas de pele.

A rotina abrange o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), atividades educacionais, físicas, atendimento de saúde, com médico geriatra, acompanhamento psicológico e entretenimento, com baile, jogos interativos. Na unidade também são desenvolvidas rodas de conversas sobre importantes temas, no intuito de preparar os idosos para as mudanças do mundo.

Compartilhar