Botelho é empossado como presidente da Assembleia pela 3ª vez consecutiva

10
Compartilhar

Eleito em junho de 2020, o deputado Eduardo Botelho (DEM) tomou posse para o seu terceiro mandato consecutivo como presidente da Assembleia Legislativa, na manhã desta segunda-feira (1º), durante solenidade realizada de forma presencial, mas também transmitida de forma remota.

Além de Botelho, os deputados Max Russi (PSB) e Janaina Riva (MDB) foram reconduzidos para os cargos que ocupavam no biênio passado: primeiro-secretário e vice-presidente, respectivamente.

A Mesa ainda é composta por: Wilson Santos (PSDB), como 2º vice-presidente; Valdir Barranco (PT), como 2º secretário; Claudinei Lopes (PSL), como 3º secretário; e Paulo Araújo (Progressistas), como 4º secretário. A chapa que tomou posse hoje foi eleita com 22 votos e não teve concorrente.

Antes da solenidade, Botelho destacou as ações que adotou como presidente nos últimos quatro anos, agindo com transparência e rigor na administração do dinheiro público.

“Fomos classificados como a sexta Assembleia mais transparente pela entidade de combate à corrupção ligada ao Ministério da Justiça, nós vamos trabalhar para ficarmos entre as três mais transparentes e continuarmos nesse processo de administrar com rigor, administrar com seriedade o dinheiro público, principalmente, e gastar apenas o necessário, o que não for necessário devolver para o Estado para voltar para a população. É isso que vamos continuar fazendo”, declarou.

Botelho também ressaltou que uma de suas metas para o novo mandato é valorizar as comissões permanentes e especiais, para que elas atuem de forma mais efetiva. “A cada momento nós estamos aprendendo, nossa vida é um aprendizado. Você é melhor hoje do que há dez anos, e nós estamos cada vez melhor. Nesse mandato, com certeza, estamos mais experientes, mais focados em alguns assuntos, e eu creio que vai ser melhor, uma das melhores gestões nossas dentro dessa Casa”.

A solenidade contou com a presença da desembargadora Maria Helena Póvoas, presidente do Tribunal de Justiça (TJMT); do desembargador José Zuquim, corregedor-geral do TJMT; do senador Wellington Fagundes (PL); conselheiro Campos Neto, vice-presidente do Tribunal de Contas (TCE-MT); Deusdete Júnior, subprocurador-geral do Ministério Público Estadual (MPE-MT); Clodoaldo Queiroz, defensor público geral; Neurilan Fraga, presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM); Kalil Baracat (MDB), prefeito de Várzea Grande; e outros.

POR OLHAR DIRETO

Compartilhar